Desastre em Beirute

No final da manhã, no Brasil, as primeiras informações que chegavam por aqui, no Twitter, relatavam uma enorme explosão na cidade de Beirute, no Libano. As informações sobre essa tragédia, que trago abaixo, foram retiradas do site bellingcat.com e deixo o link para a matéria original ao final.

As imagens são fortes e os vídeos impressionantes.

A Rede

Uma série de pequenas explosões e uma grande nuvem de fumaça sobre o porto de Beirute chamaram a atenção de centenas de pessoas que filmavam o incêndio no momento da explosão principal.

Os vídeos da explosão gigantesca inundaram a internet através das redes sociais. O video abaixo é um bom exemplo de como o incêndio e da fumaça se transformaram em uma explosão descomunal que foi capturada em câmeras em diferentes ângulos.

Onde aconteceu

Os vídeos e imagens desse evento focam todos para um ponto no porto de Beirute, localizado em 33.901353, 35.518835. Apesar de haver relatos de explosões em outros locais, não existem vídeos ou fotos, o que levanta a possibilidade de serem apenas reflexos da explosão maior.

Esquerda: vídeo da explosão inicial, Direita: Imagem de satélite do local da explosão inicial. (crédito: Google/CNES/Airbus)

Esquerda: vídeo da explosão inicial, Direita: Imagem de satélite do local da explosão inicial. (crédito: Google/CNES/Airbus)

O que aconteceu?

Apesar de haver uma discussão sobre a causa da explosão inicial ter sido causada para alguma embarcação ou ataque aéreo, nada nas imagens disponíveis até agora parece corroborar com essas versões. Múltiplas imagens mostram um armazém em chamas e uma série de pequenas explosões antes do evento principal.. O  vídeo abaixo mostra isso em detalhes.

Acima, o epicentro da explosão parece ser o depósito localizado nas coordenadas 33.901353, 35.519006. Alguns usuários nas redes sociais se referiram ao depósito como “warehouse 12“. Note que os SILOS do porto de Beirute ao oeste (esquerda) não parecem ser a fonte da explosão.

Isso é reforçado por um vídeo filmado do telhado dos Silos que mostram o depósito em chamas, brevemente seguido pela explosão. .

Podemos confirmar essa localização comparando o depósito com as imagens do Google Maps.

Esquerda: imagem do vídeo, Direita: imagem obtida na localização no Google Maps

Também é possível utilizar um cabo que aparece nas imagens para localizar a filmagem na face norte do edifício.

Esquerda: Imagem de satélite (crédito: Google/Maxar Technologies) Direita: imagem do vídeo

Devido ao poder da explosão desse vídeo, ela não parece ser a explosão princiapal.

O que causou a explosão?

Existe muita especulação sobre a causa da tragédia. Os detalhes mais notáveis da explosão são: nuvem avermelhada e uma grande quantidade de emissões de luz visível no fogo anterior à detonação. Algumas contas locais de mídia chegaram a noticiar que materiais explosivos estavam armazenados no local, porém essas declarações foram apagadas, posteriormente. Outros apontam para uma grande quantidade de Nitrato de Amônia que pode ter sido apreendido no porto anos atrás. Até o momento, a causa da explosão principal ainda não foi determinada.

Porém, parece certo dizer que não se trata de uma detonação nuclear.

Qual o tamanho do estrago?

A explosão foi gigantesca, claramente, destruindo uma grande parte de uma área movimentada de Beirute e chegou a ser sentida na ilha do Chipre, a 180 quilômetros de distância.

Um terremoto com 3.5 pontos de magnitude foi registrado em Beirute.

Jeffery Lewis, um especialista em armas nucleares, calculou de maneira preliminar e estimada que a explosão teve uma carga de 240 toneladas de TNT.

Vista do porto após a explosão.

Até o fim do dia na capital do Líbano, o número de mortos já se aproximava de 100 pessoas, com feridos acima da casa de 4 mil pessoas, e muitos desaparecidos.

HomeroDetalhe é:

A explosão é apenas mais uma camada de misérias em um país que já vive uma situação de tragédia, humana, política e econômica. Nos próximos dias, durante as investigações, será necessário responder por que uma quantidade tão grande de um explosivo tão perigoso estava armazenada em uma área tão importante da cidade.

 

Leia em:

https://www.bellingcat.com/news/mena/2020/08/04/what-just-blew-up-in-beirut/

Leave a comment